quarta-feira, 10 de junho de 2009

A diferença entre o ser e o estar

«Na cidade estamos, no campo somos.»
António Bagão Félix, in revista GINGKO
Foto: Mário Leal/Olhares

5 comentários:

Pico minha ilha disse...

Até pode ser.Na cidade, só na Horta e quando chego ao Pico respiro de alivio, adoro a minha rua e o meu Concelho de S.Roque.Um cheirinho de uma Picarota

RD disse...

Li, essa frase do Bagão diz tudo. E só podia vir de quem adora cultivar e passar tempo na sua quinta.
Há na mãe terra algo que nos devolve a essência e purifica. Lá, de facto, somos.
Beijos

Paulo Pereira disse...

Excelente foto.
Ao fundo, é uma vigia?
Podes me dizer o local da foto?
Cumprimentos

A ilha dentro de mim disse...

Caro Paulo,
Efectivamente parece uma vigia. Mas não sei onde a foto foi tirada, porque na galeria do fotógrafo (olhares.com) não encontrei a referência. Mas vou tentar descobrir junto do autor, que é um amigo faialense.

carmen.psi disse...

Já dizia Fernando Pessoa que "As viagens são os viajantes. O que
vemos, não é o que vemos, senão o que somos." Sejam os recantos de uma cidade, ou a beleza de uma paisagem, veremos sempre com os olhos da alma...