segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Contigo ao lado


Sei que paisagens como esta não precisam de palavras, e que palavras como as do mestre Pedro da Silveira - que abaixo reproduzo - conseguem ser eternas sem qualquer imagem que não a produzida pelos seus próprios versos. Ainda assim, aqui as junto, porque não consigo olhar para uma sem pensar na outra.

«4. (Demandando Porto)

Monte Queimado: chaga preta!
Dentro de ti, sei lá,
ainda o fogo rebenta
intestinos de pedra.

Mas a cidade deita-se a teu lado,
dorme contigo,
acorda
contigo ao lado.

E contigo, sem medo,
em mil navios navega,
contigo sabe os nomes
de mil navios mortos.

É um deserto a baía!

O Monte Queimado,
a cidade,
a baía…»


Pedro da Silveira, Diário de Bordo, in fui ao mar buscar laranjas


Crédito Foto: Lídia Bulcão

2 comentários:

geocrusoe disse...

continua a ser a mais bela pequena cidade do mundo que conheço... que não é tão pouco assim.

LB disse...

Também palavras do mestre, essas da mais bela pequena cidade do mundo :)