sexta-feira, 24 de julho de 2009

Uma lição exemplar vinda do Nordeste

A Câmara Municipal do Nordeste deu esta semana uma lição exemplar de como fazer o investimento certo numa autarquia. Com o lançamento da primeira pedra de uma central de vermicompostagem (compostagem com minhocas) no concelho, a autarquia mostra que para servir bem o essencial é ter vontade de marcar a diferença. Este empreendimento, financiado a 85% pela UE, coloca o Nordeste como pioneiro na região no que toca ao tratamento dos resíduos urbanos, um dos principais problemas dos municípios açorianos. Quem ganha são os nordestinos, cujos solos serão menos agredidos e os impostos poupados mais bem aplicados. E como se não bastasse a certeza de estar a servir bem os seus munícipes, o Nordeste ainda vai ocupar um lugar de destaque na inovação internacional, já que é o terceiro a nível mundial - depois de Famalicão e de Beja - a avançar com um projecto desta dimensão. A falta de dinheiro não pode ser desculpa para a falta de inovação nas ilhas, sobretudo quando há fundos comunitários à espera de serem bem aproveitados.
Crédito da foto: Quercus

2 comentários:

geocrusoe disse...

apoio o projecto...mas a foto faz-me comichão, afinal não há soluções perfeitas

A ilha dentro de mim disse...

A imagem impressiona, mas também prova que as aparências iludem. Afinal, estes pequenos vermes podem ser os nossos melhores amigos...