terça-feira, 7 de julho de 2009

Cidades criativas precisam-se!


O conceito de "Cidades Criativas" ainda está a dar os primeiros passos em Portugal, um país que os especialistas nacionais e internacionais, reunidos hoje em Lisboa, reconhecem ser ainda "demasiado sério e quadrado". Mas dentro do conservadorismo nacional há boas práticas e bons exemplos, com os de Guimarães, Óbidos, Paredes e Cascais, concelhos que souberam fazer da criatividade um factor de competitividade e desenvolvimento económico. O sucesso destas quatro cidades foi, aliás, o ponto de partida para a conferência que trouxe a Lisboa especialistas nacionais e internacionais, agora motivados para criar uma Rede Internacional de Cidades Criativas. Em ano de eleições autárquicas, era bom que os nossos autarcas se inspirassem nestes bons exemplos. Talvez assim, também nos Açores - e em particular no Faial - seja possível ter bons exemplos dentro de uma década. É tempo de fazer da utopia uma realidade bem mais divertida!

2 comentários:

FLA disse...

http://flacores.blogspot.com/

VAMOS ACABAR COM A VERGONHA!

Jose Augusto Soares disse...

Ia comentar o post, quando deparo com o comentário anterior.

Desisti.