terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Para um Carnaval feliz

Porque a vida são dois dias e diz-se que o Carnaval são três, porque há dias que valem pelo ano inteiro e anos que se resumem num mês, porque há minutos que são eternos e horas que não se repetem, desejo a todos os que por aqui passam um óptimo Entrudo. E aos que tenham dificuldade em ver no Carnaval mais do que uma festa patética, povoada por máscaras e falta de sensatez, desejo que abram o coração, porque nunca se sabe quando nos atingirá a ousadia do inesperado.

«POEMA DE CARNAVAL

Eu estava só naquela tarde e tu vieste
de dentro povoar-me de cidade o coração
prometido para o lugar
onde costumamos deixar as palavras
Tinham posto de novo fitas nas árvores
reuniram-se os corpos e as vozes
para todos juntos sentirem
pontualmente a alegria
E tu ousaste então ó meu pássaro naquele coração
cingido no meio da cidade»
Ruy Belo, in «Antologia Poética - Cidadão de longe e de Ninguém»

2 comentários:

Mariposa disse...

Bom Carnaval! Bjos.

geocrusoe disse...

o problema é se se o carnaval são 3 dias... a quaresma são 40!
Gostei do poema, nunca o tinha lido.