terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Caminhos da memória

















Esconsos caminhos os da memória,
que nos levam por entre vitórias
a enterrar dores e tramóias.

Estranha vida, feita de enganos,
empurrada por sonhos estranhos,
vencida por medos tamanhos.

6 comentários:

geocrusoe disse...

Bonito poema em forma de adágio.
É teu?

geocrusoe disse...

Bonito poema em forma de adágio. É teu?

LB disse...

Sim, é meu. Quando não refiro autor ou o lugar de onde tirei, é porque são escritos por mim, como os restantes posts. Obrigado pelo elogio. Não tinha pensado nele como um adágio, mas julgo que até lhe assenta bem. :)

Jose Augusto Soares disse...

Os labirintos, com ou sem escadarias, em que amiúde nos perdemos.
Talvez que um pouco mais de memória nos orientasse melhor.
Mas esta...por vezes...quer-se apagada. Ou querem.

Belo poema.
Parabéns.

SR disse...

Mt bom amiga. Vai juntando e n te esqueças de avisar qd é o lançamento do livro ;)

Bjs

LB disse...

Obrigado. Mas não sei se chegarão lá... Eheh!