terça-feira, 20 de julho de 2010

O despudor da Defesa e a falta de vergonha do Governo regional

O desfecho já era esperado, mas ainda assim é com enorme tristeza que vejo consumado o encerramento da Estação Radionaval da Horta. E à tristeza de ver sair do Faial um marco histórico e ponto fulcral no desenvolvimento económico da ilha, acrescento ainda a minha perplexidade perante as afirmações despudoradas do Ministério da Defesa e do Governo Regional dos Açores recentemente proferidas a este respeito.

Do primeiro, por ter respondido aos deputados do PSD-Açores na Assembleia da República que a mudança se devia a questões técnicas, quando é assumido pelos especialistas - incluindo um estudo do próprio Instituto Hidrográfico da Marinha - que não havia qualquer razão técnica que aconselhasse tal mudança. Do segundo, por ter descartado qualquer responsabilidade na transferência da Radionaval da Horta para São Miguel, quando é público que esta foi uma decisão meramente política, desde a primeira hora incentivada e acarinhada pelo executivo regional socialista, sempre ansioso por sugar as coisas boas da região para mais perto da sua sede.

Sabemos que o mal já está feito e não se pode voltar atrás, mas as responsabilidades têm de ser assumidas por quem de direito. Não se podem admitir mentiras ou falsas desculpas vindas do Ministério da Defesa e muito menos do Governo Regional dos Açores, a quem cabe a responsabilidade de proteger as ilhas que governa de quaisquer abusos e desmandos, sejam eles vindos da República ou da vizinhança açórica.

2 comentários:

cefaria disse...

Há responsáveis em muitas frentes: 1.º no poder centralista de César; 2.º no protector daquele: o Governo de Sócrates; 3.º Nos subservientes socialistas faialenses representantes do povo que sempre se baixam a César; 4.º alguns faialenses que apesar de tudo o que César tem feito ao Faial lhes dão continuamente apoio, sem se importar em cender as coisas mais importantes da nossa ilha para sustentar a economia da Terra a longo prazo, por migalhas de consumo imediato.

A ilha dentro de mim disse...

Tens razão. Mas dentro dessas responsabilidades, as mentiras institucionais descaradas incomodam-me particularmente...