quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O poeta por detrás da figura pública


Muito já se disse e escreveu sobre Francisco José Viegas. Que é escritor, jornalista, cronista, bloguista, homem de cultura e dos prazeres, amante dos livros e dos Açores. Poucos lhe chamam poeta e, sinceramente, não consigo perceber porquê, se é na poesia que mostra a sua veia maior. Resta-me apenas pensar que seja por desconhecimento, por ignorarem ainda as linhas em que o poeta derrama a sua alma. Deixo, por isso, aqui um exemplo, para que conheçam um pouco o outro lado da figura que a televisão tornou pública.






«SE ME COMOVESSE O AMOR

Se me comovesse o amor como me comove
a morte dos que amei, eu viveria feliz. Observo
as figueiras, a sombra dos muros, o jasmineiro
em que ficou gravada a tua mão, e deixo o dia

caminhar por entre veredas, caminhos perto do rio.
Se me comovessem os teus passos entre os outros,
os que se perdem nas ruas, os que abandonam
a casa e seguem o seu destino, eu saberia reconhecer

o sinal que ninguém encontra, o medo que ninguém
comove. Vejo-te regressar do deserto, atravessar
os templos, iluminar as varandas, chegar tarde.

Por isso não me procures, não me encontres,
não me deixes, não me conheças. Dá-me apenas
o pão, a palavra, as coisas possíveis. De longe.»

in "Se me Comovesse o Amor", Quasi Edições


4 comentários:

MJS Freelancer disse...

olá linda,
Tudo bem?
Obrigado por comentares o meu blog.
Já te vou adicionar!
Não vou deixar o Tribuna não, vou conjugar as duas coisas. A assessoria no Clube e o Tribuna.
Um desafio novo.
Tenho um blog com noticias www.noticiasdofaial.blogspot.com
Não sei se costumas ver.
Beijos grandes
Maria José

geocrusoe disse...

Sou daqueles que não o conheço como poeta, achei interessante o ritmo dos versos no poema e a ligação entre as quadras e tercetos do soneto, claro para não falar do conteúdo...

ematejoca disse...

Eu nao o conheco de todo. Mas gostei do poema e até fui ao blogue dele quando li o texto de cima. Claro que preciso de tempo para descobrir o seu blogue e o dele.

Penso que viu o meu nome no Geocruseo, blogue amigo.
Obrigada pela sua visita e volte sempre. No "ematejoca azul" só escrevo em portugues.

Saudacoes de Düsseldorf!

Lc disse...

Ok, passo a vir só a este então.

Bom fim de semana.