sexta-feira, 30 de abril de 2010

Um político conformado já se devia ter arrumado!

Foto: Estação Radionaval da Horta, em Agosto de 2009

O encerramento da Estação Radionaval da Horta foi esta semana finalmente assumido por quem de direito, para grande indignação de todos os que lutaram activamente contra ele, bolo em que me incluo, já que durante a última campanha para as Legislativas alertei publicamente para o risco que a economia faialense corria se este encerramento se confirmasse sem alternativas que compensassem a retirada da ilha.

Os representantes socialistas na República fizeram de conta que o assunto não era com eles e a verdade é que durante todos estes anos as autoridades locais nada fizeram para impedir ou atenuar a decisão da Marinha, tomada com o beneplácito e incentivo do Governo Regional dos Açores. Agora, a decisão assumida representa mais um tiro de canhão na economia faialense, que vive um dos momentos mais conturbados dos últimos tempos e tende a enterrar-se de uma forma vertiginosa.

Depois da COFACO e da CALF, muita coisa havia ainda para dizer. Mas há palavras absurdas, que não se podem permitir a um presidente de Câmara com responsabilidades: um político que se assume conformado é um político que já se devia ter arrumado. E há que dizê-lo sem medo. Porque o medo de defender o que é nosso está a corroer as entranhas da ilha e o coração do desenvolvimento local. Amanhã já é tarde demais.

3 comentários:

geocrusoe disse...

Quando ele diz "conformado", penso que se deve ler um eufemismo de "subjugado".
João Castro não luta como autarca pelo Faial, pode timidamente não dar o apoio claro a uma opção do Governo (quando sabe haver grande descontentamento popular numa medida), mas não pode ir contra, pois não tem obra sua e assume as do Governo dos Açores como as suas.
Assim, está agora subjugado por se comportar como uma delegação do Governo dos Açores no Faial.

RD disse...

Uma boa caracterização. A CMH é uma delegação do Governo Regional.
Nunca é pró-activo e inicia um processo contra medidas que prejudiquem o Faial.
É sempre preciso que seja pressionado com votos e declarações de outros para se ver "entalado" e aí sim, fala baixinho e sai-se com estas conversas maravilhosas de que a culpa é dos outros.

A ilha dentro de mim disse...

Ao Geocursoe,
Também gostei dessa comparação. Muito elucidativa...

À RD,
Pior do que pouco falar, é só dizer asneira quando fala...