quinta-feira, 3 de junho de 2010

Parabéns ao repouso do meu coração!


Sou feita de água salgada
e pedras de maresia,
mas no peito corre-me um rio
de magma e poesia.

Sinto a pele tisnada pelo sol
e os lábios cederem ao vento,
mas não hesito um segundo
em navegar debaixo do tempo.

Se o calor brilha no alto,
o corpo entrega-se ao trilho,
e sinto as ondas frescas do ar
quebrarem sem qualquer estrilho.

Mas se a tempestade navega
sem rumo ou direcção,
tenho em ti a melhor espera
e o repouso para o coração.

Lídia Bulcão

Foto: LBulcão

2 comentários:

César disse...

Cara Lídia,
e que tal um livrinho?
Ou será que já existe e eu não tenho conhecimento.
Bom Domingo e boa semana.

A ilha dentro de mim disse...

César, a minha poesia ainda está a amadurecer. Um dia, quem sabe...